Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

Oportunidade de vaga: pesquisadores de campo com experiência em relacionamento comunitário no Rio de Janeiro

A Comunicarte está em busca de pesquisadores de campo para seu novo projeto a ser realizado no Rio de Janeiro!

Buscamos profissionais enérgicos, que gostem de se relacionar com comunidades e que tenham experiência anterior com trabalhos de campo, especialmente, em pesquisa.

Para se candidatar à vaga, o profissional deverá ter, no mínimo, três anos de formado.


Perfil da vaga


Formação:

Comunicação Social, Sociologia, Relações Públicas ou Assistência Social


Atribuições:

- Aplicação de questionários em grupos selecionados das comunidades;

- Registros fotográficos e registro audiovisual de depoimentos das lideranças comunitárias;

- Contatos com lideranças e formadores de opinião;

Observação: Não será obrigatória a experiência em relacionamento com comunidades pesqueiras, no entanto, ela será um diferencial classificatório.


Início: março


Duração: um a dois meses


Caso tenha interesse, envie seu currículo para contato@comunicarte.com.br com o assunto “Vaga: pesquisador de campo”.

Desejamos boa sor…

Excelência em Gestão Socioambiental: o passo obrigatório para profissionais de empresas contemporâneas

Março de 1989: o navio Exxon Valdez derrama mais de 250 mil barris de óleo na costa do Alasca. Estima-se que 250.000 pássaros marinhos, 2.800 lontras marinhas, 250 águias, 22 orcas e bilhões de ovos de salmão tenham sido dizimados. O valor do prejuízo? 2,5 bilhões de dólares. O caso foi amplamente marcado como um grande desastre de administração de crise empresarial com a opinião pública, o que alarmou ainda mais os aspectos ambientais do episódio.

Abril de 2010: o acidente com a plataforma de petróleo operada pela empresa British Petrolium (BP) no Golfo do México despejou mais de 4 milhões de barris no oceano, tornando-se o maior acidente com vazamento de petróleo da história. Os gastos para monitorar e gerir a crise ambiental decorrente do derramamento contabilizaram 40 bilhões de dólares. À época do acidente, houve a suspensão de dividendos para os acionistas, o que custou a esse público cerca de 8 bilhões de dólares.

Novembro de 2011: a perfuração de um poço exploratório feito pe…