Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2018

COMBUSTÍVEL FÓSSIL: O QUE VAI ESGOTAR PRIMEIRO? AS RESERVAS FÍSICAS OU A RESERVA ÉTICA DE SUA EXPLORAÇÃO?

Imagem
Por Marcio Schiavo Há cerca de 5 anos, em um evento do IBP (Instituto Brasileiro do Petróleo) em Macaé, levantei a questão acima: em relação aos combustíveis fósseis, o que acabaria primeiro? A propalada tese de que, sendo um produto finito, a humanidade teria que aprender a viver sem o petróleo e seus derivados ou o ponto de vista que eu defendi, que a “reserva ética” da exploração, produção e consumo se esgotaria bem antes da extração do produto dos últimos poços de petróleo. Na ocasião os representantes da EPE (Empresa de Pesquisa Energética) que compunham a mesa de debates, não levaram a sério meu ponto de vista, mostrando-se surpresos com a tal “reserva ética”. No último domingo (12/08/2018), O Globo trás matéria de uma página, com a chamada de capa, noticiando que as “Petroleiras buscavam fontes de energia renovável”, já que estão, segundo a reportagem, “preocupados com a própria sobrevivência no futuro”. É fácil entender porque. Alguns países já definiram seus cronograma

Eficiência, Eficácia e Efetividade

Imagem
Por Marcio Schiavo Definimos EFICIÊNCIA como fazer mais com menos. Mede-se a EFICÁCIA a partir das transformações ocorridas com aquilo que foi feito. E a EFETIVIDADE é a permanência das transformações ocorridas, cessadas as ações que as originaram. Tomemos como exemplo dois projetos que tenham por objetivos diminuir a repetência e o abandono escolar no ensino médio em um universo de 1000 alunos. O projeto A tem um custo total de R$ 100.000,00 e como meta, pretende diminuir a repetência em 20% e o abandono em 25% do número de alunos considerados. O projeto B tem um custo total de R$ 80.000,00 e estabelece como metas, reduzir a repetência em 25% e o abandono em 30%, considerando o mesmo universo de alunos. Está claro que o projeto B é mais eficiente que o projeto A. Promete melhores resultados com menor custo. Diminuiu a repetência em 25%e o abandono em 20% em relação ao projeto A. Também apresenta vantagens competitivas, já que o custo benefício do Projeto B (R$ 80,00 p

Educação, Entretenimento e Informação: é Fantástico!

Imagem
  Por Marcio Schiavo Domingo, 05 de agosto de 2018. Tadeu Schmidt está na tela da TV, anunciando para milhões de brasileiros a edição número 2337 do Fantástico. Na fala de Tadeu Schmidt chamou atenção a seguinte frase: “ Fantástico: 45 anos trazendo informação e entretenimento. ” Nas interrelações da educação com o entretenimento, três grandes áreas se destacam: EDUTAINMENT, ENTERTAINMENT-EDUCATION e INFOTAINMENT. No EDUTAINMENT, o entretenimento vai a escola, como recurso pedagógico e metodológico. Aprender se divertindo torna o processo de ensino-aprendizagem mais efetivo e menos enfadonho. Já no ENTERTAINMENT-EDUCATION os papéis se invertem. É a educação que visita o entretenimento, tornando a diversão um importante aliado no processo educacional. Aprende-se enquanto se diverte. Menos comum, mas não menos importante, é o INFOTAINMENT. Matérias de caráter informativos e de conteúdos jornalísticos, ao mesmo tempo que divulgam e analisam os p