Altos e baixos do Pacto Global

No mês de novembro passado, 228 empresas de diversos países aderiram ao Pacto Global. O Pacto é uma iniciativa desenvolvida pelo antigo secretário-geral da ONU, Kofi Anan, com o objetivo de estimular a comunidade empresarial, em todo o mundo, para a adoção de valores fundamentais em suas práticas de negócios, nas áreas dos direitos humanos, relações de trabalho, proteção do meio ambiente e combate à corrupção. Os valores são refletidos em dez princípios, que as empresas se comprometem a seguir. A iniciativa conta com a participação de agências da ONU, empresas, sindicatos, organizações não-governamentais e outros parceiros, todos trabalhando em sinergia para a construção de um mercado global mais inclusivo e igualitário. De acordo com a Rede Brasileira do Pacto Global, hoje já são mais de 5.200 organizações signatárias, articuladas por 150 redes ao redor do mundo.

Outra notícia positiva: no mesmo mês de novembro, mais 53 organizações sem fins lucrativos aderiram ao Pacto. Mas também há más notícias: nada menos que 156 empresas foram oficialmente desvinculadas do Pacto, porque não apresentaram seus relatórios anuais de progresso.

Entre as novas companhias que passaram a participar do movimento, as maiores (em número de empregados) são as seguintes: ThyssenKrupp AG (Alemanha), Poczta Polska S.A. (Polônia), Toto Ltda. (Japão), Integrated Micro-eletronics Inc. (Filipinas), Ala Laval Group (Suécia), Societé ATAC (França), Securitas Argentina S.A. (Argentina), EGUS (França), NorthgateArinson (Reino Unido) e SMRT Corporation Ltd. (Singapura).

MÁRCIO SCHIAVO – Diretor-Presidente da COMUNICARTE – Marketing Cultural e Social Ltda. e Vice-Presidente de Responsabilidade Social da ADVB-PE.

MÁRIO MARGUTTI – Consultor e Assessor da COMUNICARTE – Marketing Cultural e Social Ltda.

Postagens mais visitadas deste blog

A produção cultural e a responsabilidade social corporativa

3E Sistema de Informação Gerencial Socioambiental

NEM BENEMERÊNCIA NEM LIBERALISMO: O SOCIAL EM UM NOVO ENFOQUE

A importância do merchandising social

A Petrobras aprendendo com o sapo

Quem é o adolescente que se quer prender?

Avaliação de Projetos Sociais

Transexualidade em foco em A Força do Querer