REDE GLOBO É FINALISTA DE PRÊMIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NA INGLATERRA

Jornal O Globo | Maio de 2001


Emissora é elogiada por campanha contra o câncer em 'Laços de família'


A Rede Globo de Televisão foi escolhida como finalista em um dos mais importantes prêmios de responsabilidade social do mundo, o Business In the Community Awards for Excellence 2001, patrocinado pelo governo britânico e administrado pelo jornal "Financial Times" e pelo príncipe Charles. 

A Globo disputa a final do prêmio na categoria International Business Leaders Forum Global Leadership Award, destinada a empresas estrangeiras, e é a primeira companhia não-européia a participar do prêmio. Os resultados da campanha contra o câncer incluída na novela "Laços de família" foram elogiados pela comissão julgadora. Na produção, a personagem Camila, interpretada pela atriz Carolina Dieckrnan, teve leucemia (câncer da medula). 

Número de doadores cresceu no Instituto do Câncer
A diretora de Projetos Sociais da Rede Globo, Beatriz Kotlhar, diz que os resultados obtidos com a campanha pela doação de medula óssea levada adiante pela novela - apresentados por Margarida Ramos, diretora das Organizações Globo - Impressionou os analistas do prêmio:
- Depois de receber o case da novela, nos convidaram para apresentar os resultados à banca examinadora. Os integrantes ficaram muito sensibilizados porque a campanha trouxe uma contribuição enorme para a sociedade - conta Beatriz. 

Pelo levantamento realizado pela Globo, graças à novela, transmitida entre novembro de 2000 e janeiro de 2001, o número de cadastrados no Registro de Doadores Voluntários de Medula saltou de 20 para 900. Além disso, o número de doadores de sangue cadastrados no Instituto de Hematologia do Estado do Rio de Janeiro passou de dez para 154 por mês; e os doadores de medula no Instituto Nacional do Câncer, de dez para 149 por mês. 

A diretora de Projetos Sociais da Rede Globo lembra que a história de Camila em "Laços de família" não foi o único caso de campanha social via novela da emissora.
- Há muito tempo as novelas são usadas com fins sociais, desde "Os irmãos Coragem", nos anos 70. Os resultados são mensuráveis. Temos consciência do nosso papel. As novelas atingem 40 milhões de pessoas por noite, e é bom poder passar essas mensagens. Como é associada à vida dos personagens, a mensagem é passada de forma mais contundente - avalia Beatriz Kotlhar.

Recentemente, a Rede Globo inseriu campanhas com enfoques sociais na novela "Malhação", que recebeu 346 inserções sobre gravidez na adolescência, Aids e os riscos das drogas. A emissora realiza periodicamente campanhas sobre doação de sangue, aleitamento materno e a importância do soro caseiro, que afetam os índices de mortalidade no país.

Inserção de mensagens sociais começou nos anos 70
A novela "Laços de família" não se restringiu à campanha pela doação de medula. Foram criadas 93 inserções para estimular o voluntariado, a leitura e combater a discriminação. Todos os anos, a Rede Globo realiza o projeto "Criança Esperança" e auxilia ONGs (organizações não-governamentais) que realizam trabalhos sociais.
- É preciso mudar a cultura com relação a esses problemas. O merchandising social vem crescendo não só pela atração dos projetos sociais da Rede Globo, mas também pelos autores, que fazem assim um trabalho conjunto - conclui Beatriz.

Postagens mais visitadas deste blog

A produção cultural e a responsabilidade social corporativa

3E Sistema de Informação Gerencial Socioambiental

NEM BENEMERÊNCIA NEM LIBERALISMO: O SOCIAL EM UM NOVO ENFOQUE

A importância do merchandising social

A Petrobras aprendendo com o sapo

Avaliação de Projetos Sociais

Quem é o adolescente que se quer prender?

Transexualidade em foco em A Força do Querer